Realidade virtual coloca agressores no lugar das vítimas. E eles reconhecem o medo

Diário de Notícias

Especialistas dizem que a experiência realizada em Barcelona pode fazer sentido se for inserida numa estratégia de intervenção mais ampla. Na violência doméstica, dizem, os agressores sabem o sofrimento que provocam

Uns óculos de realidade virtual permitem que o agressor condenado por violência de género se veja no corpo de uma mulher. Após um processo de assimilação do novo “eu”, surge em cena um homem com um comportamento agressivo. Ameaça-o. Insulta-o. Atira objetos na sua direção. E o agressor percebe o que é estar no lugar da vítima, reconhece as suas emoções.